Quinta-feira, 9 de Setembro de 2010

Michael Buble - "Haven't Met You Yet"

Michael Buble: Haven't Met You Yet

 

I'm Not Surprised
Not Everything Lasts
Have Broken My Heart So Many Times,
I Stopped Keepin Track.
Talk Myself In
I Talk Myself Out
I Get All Worked Up
Then I Let Myself Down.

I Tried So Very Hard Not To Lose It
I Came Up With A Million Excuses
I Thought I Thought Of Every Possibility

And I Now Someday That It'll All Turn Out
You'll Make Me Work So We Can Work To Work It Out
And I Promise You Kid That I'll Give So Much More Than I Get
I Just Haven't Met You Yet

Mmmmm ....

I Might Have To Wait
I'll Never Give Up
I Guess It's Half Time
And The Other Half's Luck
Wherever You Are
Whenever It's Right
You Come Out Of Nowhere And Into My Life

And I Know That We Can Be So Amazing
And Baby Your Love Is Gonna Change Me
And Now I Can See Every Possibility

Hmmmmm ......

And Somehow I Know That Will All Turn Out
And You'll Make Me Work So We Can Work To Work It Out
And I Promise You Kid I'll Give So Much More Than I Get
I Just Haven't Met You Yet

They Say All's Fair
And In Love And War
But I Won't Need To Fight It
We'll Get It By It ??
To Be United

And I Know That We Can Be So Amazing
And Being In Your Life Is Gonna Change Me
And Now I Can See Every Single Possibility

Hmmm .....

And Someday I Know It'll All Turn Out
And I'll Work To Work It Out
Promise You Kid I'll Give More Than I Get
Than I Get Than I Get han I Get

Oh You Know It Will All Turn Out
And You'll Make Me Work So We Can Work To Work It Out
And I Promise You Kid To Give So Much More Than I Get
Yeah I Just Haven't Met You Yet

I Just Haven't Met You Yet
Oh Promise You Kid
To Give So Much More Than I Get

I Said Love Love Love Love Love Love Love .....
I Just Haven't Met You Yet
Love Love Love .....
I Just Haven't Met You Yet

 

Publicado por: Nuno_Ferreira às 00:00

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos -> :)
|
Sábado, 11 de Julho de 2009

2ºs Jogos da Lusofonia - Cerimónia Abertura

 

 

Os meus segundos de fama!!!

Publicado por: Nuno_Ferreira às 22:00

Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos -> :)
|
Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

"Grande Homem..."

 

"Quem faz jus ao título de "grande homem"?
Não sei...
O homem inteligente?
Não basta ter inteligência para ser grande...
O homem poderoso?
Há poderosos mesquinhos...
O homem religioso?
Não basta qualquer forma de religião...Podem todos esses homens possuir muita inteligência, muito poder, e muita religiosidade - e nem por isso são grandes homens.
Pode ser que lhes falte certo vigor e largueza, certa profundidade e plenitude, indispensáveis à verdadeira grandeza.
Podem os inteligentes, os poderosos, os virtuosos não ter a verdadeira liberdade de espírito...
Pode ser que as suas boas qualidades não tenham essa vasta e leve espontaneidade que caracteriza todas as coisas grandes.
Pode ser que a sua perfeição venha mesclada de um quê de acanhado e tímido, com algo de teatral e violento.
O grande homem é silenciosamente bom...
É genial - mas não exibe gênio...
É poderoso - mas não ostenta poder...
Socorre a todos - sem precipitação...
É puro - mas não vocifera contra os impuros...
Adora o que é sagrado - mas sem fanatismo...
Carrega fardos pesados - com leveza e sem gemido...
Domina - mas sem insolência...
É humilde - mas sem servilismo...
Fala a grandes distâncias - sem gritar...
Ama - sem se oferecer...
Faz bem a todos - antes que se perceba...
"Não quebra a cana fendida, nem apaga a mecha fumegante - nem se ouve o seu
clamor nas ruas..."
Rasga caminhos novos - sem esmagar ninguém...
Abre largos espaços - sem arrombar portas...
Entra no coração humano - sem saber como...
Tudo isso faz o grande homem, porque é como o Sol - esse astro assaz poderoso para sustentar um sistema planetário, e assaz delicado para beijar uma pétala de flor.."

 

Huberto Rohden

Publicado por: Nuno_Ferreira às 00:00

Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos -> :)
|
Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

O Valor das Pessoas...

 


Valor...
 

do Lat.  Valore
s. m., o que uma coisa vale; preço; importância; qualidade inerente a um bem ou serviço que traduz o seu grau de utilidade; qualidade daquele ou daquilo que tem força; valia; estimação; valentia; coragem; mérito; préstimo;
 
Será que damos “valor” às pessoas que nos rodeiam? Quanto valem os nossos amigos? Qual o “preço” duma amizade? Qual a valia de um familiar?
Somos pequenos “pedaços de madeira” perdidos neste “mar” a que chamamos sociedade, pedaços de madeira como aqueles que podem ser apanhados por qualquer pessoa numa praia, atirados, mal tratados, espezinhados, mas que também podem ser acarinhados, bem tratados, limados e polidos pelas mãos de quem soube dar “valor” e vê a beleza e o potencial que está por detrás desse pedaço de madeira…
Gosto de me ver como um “pedaço de madeira” que é o resultado de tudo o que já passou e vai passando, algumas mossas, muitos golpes e feridas, mazelas q.b., mas também limado, concertado, polido e até mesmo transformado numa bela caixa que apesar de ter algumas arestas, defeitos, falhas por limar e algumas imperfeições, guarda muito “valor” lá dentro.
A muitas pessoas falta valor, não parecem ter qualidade alguma nem utilidade, não se lhes vê alguma mais valia, mérito ou préstimo, no entanto, acredito que essas pessoas servem para darmos valor a outras. Quantos de nós não demos valor a alguém por termos sido maltratados ou ignorados por outra pessoa? Quantos não se arrependeram da forma como tratámos alguém quando sentimos na pele o mesmo trato? Quantos de nós não seremos no nosso dia-a-dia pessoas sem “valor”???
Muitas pessoas não se apercebem que rebaixam quem está à sua volta apenas para terem as pessoas que as rodeiam ao seu nível, em vez de tentarem ser melhores pessoas, em vez de fazerem algo por si e pelos outros.
Apesar do nosso valor estar na importância que temos para as pessoas que nos rodeiam, está também e principalmente na nossa própria valorização, no nosso mérito, nas nossas virtudes, na capacidade de tentarmos e querermos ser melhores.


Somos melhores quando nos superamos a nós próprios, não quando superamos os outros.


Muitas vezes não valorizamos as pessoas que nos rodeiam, que nos apoiam, que estão lá para nós quando precisamos, porque essas pessoas tomamos como garantidas. Nada é garantido, tudo é efémero, passageiro. De um dia para o outro podemos perder alguém querido, sem termos oportunidade de lhe dizer e mostrar o quão importantes eram e quanto valiam para nós. Sortudos aqueles que fazem por isso e o conseguem antes que seja tarde demais!
Volto a repetir as perguntas: “Será que damos “valor” às pessoas que nos rodeiam? Quanto valem os nossos amigos? Qual o “preço” duma amizade? Qual a valia de um familiar?”
Não pensem naquilo que já perderam durante a vida, isso não voltará, pensem sim naquilo que podem estar a perder e podem vir a perder por não valorizarem quem está à vossa volta!

 

Nuno Ferreira

Publicado por: Nuno_Ferreira às 23:32

Link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos -> :)
|
Sexta-feira, 7 de Novembro de 2008

"A vida é uma corrida constante..."

 

Já dizia uma amiga minha "Sabes que a vida é uma corrida constante... acabamos por ter tanta coisa, que outras tão ou mais importantes acabam por ficar para último".

Será mesmo assim? Estaremos condenados a deixar as coisas mais importantes para último?

Há pessoas com o tempo "apertado", que "lutam contra o tempo", "não têm tempo para nada", "não podem perder tempo para...".

Ora portanto, um pai ou uma mãe não tem tempo para dizer que gosta do filho, um filho não tem tempo para dizer que gosta dos pais, um amigo não tem tempo para dizer que gosta de outro amigo, as pessoas simplesmente não têm tempo...

Mas há tempo para ficar a buzinar numa fila no meio da cidade, há tempo para barafustar com o transito que não anda, o sinal que não muda, o estar atrasado, o autocarro que não chega, o passeio que está sujo, o sr. que passou à frente, até há tempo para falar no tempo que está, o frio, a chuva, mas para as coisas que talvez mais importem, simplesmente "não há tempo"!

Dizem "às vezes não é fácil"... Não é fácil? Passamos tão pouco tempo neste mundo, é ínfimo comparado com o tempo que as pedras da calçada têm, os anos das árvores centenárias...

Se não aproveitarmos o tempo para as coisas "realmente importantes", que marca vamos deixar cá? A da indiferença? Do "depois eu ligo", "depois falamos", "amanhã temos tempo"...

Será que no meio da lista de coisas que temos para fazer durante o dia, não podemos por 30 seg. para dizermos a alguém que simplesmente gostamos dela? Prefiro perder 30 seg. do meu tempo a dizer que adoro uma pessoa e deitar-me mais tarde 30 seg. nesse dia muito mais feliz e saber que "toquei" essa pessoa, ou que o meu simples Olá de manhã, (sim, porque há pessoas que nem para isso "têm tempo") serviu para fazer sorrir alguém!

Pensamos que as pessoas estão sempre lá para nós, que não precisamos dar tanta atenção a algumas, porque são as pessoas mais importantes para nós, são as que nos conhecem bem, que nos aceitam assim, mesmo sem darmos tanta atenção, são os nossos amigos. Mas não será a esses que devemos dar mais atenção? Não será a esses que devemos dizer que os adoramos, que devemos dizer que gostamos de "perder tempo" com eles?

A todos os meus amigos, conhecidos, e outros que hão-de vir, obrigado pelo tempo que perderam a ler isto, e não se esqueçam:

 

"O tempo passa, as atitudes ficam!"

 

Nuno Ferreira 

 

 

Publicado por: Nuno_Ferreira às 00:02

Link do post | Comentar | Ver comentários (9) | Adicionar aos favoritos -> :)
|
Terça-feira, 14 de Outubro de 2008

O Corpo Feminino...

 

Opinião de um homem sobre o corpo feminino

por Paulo Coelho



”Não importa o quanto pesa. É fascinante tocar, abraçar e acariciar o corpo de uma mulher. Saber seu peso não nos proporciona nenhuma emoção.

Não temos a menor idéia de qual seja seu manequim. Nossa avaliação é visual, isso quer dizer, se tem forma de guitarra... está bem. Não nos importa quanto medem em centímetros - é uma questão de proporções, não de medidas.

As proporções ideais do corpo de uma mulher são: curvilíneas, cheiinhas, femininas... essa classe de corpo que, sem dúvida, se nota numa fração de segundo. As magrinhas que desfilam nas passarelas, seguem a tendência desenhada por estilistas que, diga-se de passagem, são todos gays e odeiam as mulheres e com elas competem. Suas modas são retas e sem formas e agridem o corpo que eles odeiam porque não podem tê-los.

Não há beleza mais irresistível na mulher do que a feminilidade e a doçura. A elegância e o bom trato, são equivalentes a mil viagras.

A maquiagem foi inventada para que as mulheres a usem. Usem! Para andar de cara lavada, basta a nossa. Os cabelos, quanto mais tratados, melhor.

As saias foram inventadas para mostrar suas magníficas pernas... porque razão as cobrem com calças longas? Para que as confundam conosco? Uma onda é uma onda, as cadeiras são cadeiras e pronto. Se a natureza lhes deu estas formas curvilíneas, foi por alguma razão e eu reitero: nós gostamos assim. Ocultar essas formas, é como ter o melhor sofá embalado no sótão.

É essa a lei da natureza... que todo aquele que se casa com uma modelo magra, anoréxica, bulêmica e nervosa logo procura uma amante cheinha, simpática, tranquila e cheia de saúde.

Entendam de uma vez! Tratem de agradar a nós e não a vocês, porque, nunca terão uma referência objetiva, do quanto são lindas, dita por uma mulher. Nenhuma mulher vai reconhecer jamais, diante de um homem, com sinceridade, que outra mulher é linda.

As jovens são lindas... mas as de 40 para cima, são verdadeiros pratos fortes. Por tantas delas somos capazes de atravessar o atlântico a nado. O corpo muda... cresce. Não podem pensar, sem ficarem psicóticas que podem entrar no mesmo vestido que usavam aos 18. Entretanto uma mulher de 45, na qual entre na roupa que usou aos 18 anos, ou tem problemas de desenvolvimento ou está se auto-destruindo.

Nós gostamos das mulheres que sabem conduzir sua vida com equilíbrio e sabem controlar sua natural tendência a culpas. Ou seja, aquela que  quando tem que comer, come com vontade (a dieta virá em Setembro, não antes; quando tem que fazer dieta, faz dieta com vontade (
sem sabotagem e sem sofrer); quando tem que ter intimidade com o parceiro, tem com vontade; quando tem que comprar algo que goste, compra; quando tem que economizar, economiza.

Algumas linhas no rosto, algumas cicatrizes no ventre, algumas marcas de estrias não lhes tira a beleza. São feridas de guerra, testemunhas de que fizeram algo em suas vidas, não tiveram anos 'em formol' nem em spa... viveram! O corpo da mulher é a prova de que Deus existe. É o sagrado recinto da gestação de todos os homens, onde foram alimentados, ninados e nós, sem querer, as enchemos de estrias, de cesárias e demais coisas que tiveram que acontecer para estarmos vivos. Cuidem-no! Cuidem-se! Amem-se! A beleza é tudo isto.


Paulo Coelho

 

 

Publicado por: Nuno_Ferreira às 11:44

Link do post | Comentar | Ver comentários (5) | Adicionar aos favoritos -> :)
|
Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

Sorrir ou não sorrir, eis a questão...

É impressionante a quantidade de pessoas pelas quais passamos todos os dias, muitas vezes as mesmas pessoas, dia após dia, por volta da mesma hora, nos mesmos sítios,mas sempre distantes, ausentes, frios, de cara "fechada"...
É o sr. do quiosque, é o motorista da Carris, as pessoas das lojas de roupa, o livreiro, a florista, o rapaz dos jornais, as pessoas que passam por nós...
Vivemos numa sociedade "fechada", governada pelo medo do próximo, falta de empatia, pensar apenas em si, o bem estar próprio, o eu apenas. Somos fruto de uma sociedade que nos vai moldando, nem sempre da melhor forma, nem sempre da melhor maneira.
Vi um programa há uns tempos que confrontava a ajuda numa cidade e numa aldeia. No primeiro caso, estava um homem deitado no chão duma ponte no meio da cidade, como se tivesse caído, muitas pessoas passaram e nem uma se debruçou para ver se estava tudo bem, no entanto na aldeia, apesar do homem estar deitado na relva, as pessoas paravam e perguntavam se estava tudo bem e se ele precisava de alguma coisa. No segundo caso, era deixada uma carta no chão perto do marco do correio, na cidade as pessoas nem olharam para o chão, passavam por cima da carta, na aldeia, as pessoas pegavam na carta e iam por no correio.
É engraçado como o facto de sermos muitos mais, em vez de nos fazer sentir mais seguros e mais à vontade, apenas nos torna mais sós, mais isolados!
Muitas vezes basta sorrirmos para fazermos alguém sentir-se melhor, um bom dia sorridente, um olá que muda a outra pessoa. Quantas vezes não vos aconteceu chegarem a um balcão para tratarem de alguma coisa e a cara "sisuda" de quem vos atende vos deixou de pé atrás?
É bom sentir que mesmo nesses casos, um sorriso da nossa parte, uma maneira de falar mais "aberta" muda as coisas e acabam todos a brincar com alguma situação, a partilhar algo e a falar duma forma mais alegre!!!

Depois temos aquela pessoa que nos vê todos os dias e nos sorri, que nos atende e nos trata bem, o livreiro que nos guarda o livro que sabe que vamos gostar, a sra do bar que sabe o que vamos querer comer e prepara andes de chegarmos, o empregado da loja que nos avisa que para a semana que vem vão começar os saldos...

Sorriam, façam algo pelos outros, mudem alguma coisa em vós e pode ser que o que está à nossa volta mude também de alguma forma para nós!

Nuno Ferreira

Publicado por: Nuno_Ferreira às 21:33

Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos -> :)
|
Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

GOSTO DE...



Gosto do café bem doce. - Gosto de crianças traquinas mas educadas. - Gosto de azulão. - Gosto de móveis escuros e tapetes claros. - Gosto de gostar do que ninguém gosta. - Gosto de dançar. - Gosto de massas. - Gosto de pipocas doces. - Gosto do cheiro da terra molhada. - Gosto de praia. - Gosto de dias de muito Sol e muito calor. - Gosto de ouvir a chuva lá fora. - Gosto de lareiras estando bem acompanhado. - Gosto de vinho tinto. - Gosto de ver filmes na cama. - Gosto de andar de mão dada na rua. - Gosto de longas conversas pela noite dentro. - Gosto dos meus amigos. - Gosto de fotografia. - Gosto de acordar com um beijo. - Gosto de levar o pequeno-almoço à cama. - Gosto de viajar. - Gosto de chegar a casa e relaxar. - Gosto de chocolate. - Gosto de rir. - Gosto de fazer rir. - Gosto de flores. - Gosto de passear em jardins. - Gosto de acordar quem amo com um beijo. - Gosto de fatos. - Gosto de bermudas. - Gosto de ser simpático mesmo quando não o são para mim. - Gosto de pessoas interessantes, queridas, originais, simpáticas, com classe, bonitas, com ideias próprias, teimosas mas com bom coração. - Gosto de sonhar e de ser um romântico incurável. - Gosto de pontualidade. - Gosto de cinema. - Gosto de perfumes suaves mas que fica o cheiro quando a pessoa sai da sala. - Gosto de carne. - Gosto de Peixe. - Gosto de sentir que mais nada existe quando estou com a pessoa que amo. - Gosto de Prata. - Gosto de Licor Beirão. - Gosto de me deitar em lençóis a cheirar a amaciador. - Gosto de tomar banho antes de ir para a cama. - Gosto de beijar. - Gosto de patinar à beira mar. - Gosto de jantar à luz das velas. - Gosto de divagar. - Gosto de gatos. - Gosto de mimos. - Gosto de guardar segredos. - Gosto de saber que ajudei alguém de qualquer forma. - Gosto de filas de super mercado sem pessoas à frente. - Gosto de abraços apertados. - Gosto de fazer surpresas. - Gosto de trautear musicas no duche. - Gosto de passeios na praia. - Gosto de sentir boa energia nas outras pessoas. - Gosto de abraçar as arvores e passar as mãos pelas plantas. - Gosto de cartas de amor. - Gosto de sorrisos sinceros. - Gosto de gargalhadas. - Gosto de dançar agarradinho. - Gosto que me olhem nos olhos. - Gosto de ambientadores. - Gosto do nascer do Sol. - Gosto de gomas. - Gosto de cães. - Gosto de rosas e orquídeas. - Gosto de trocar ideias. - Gosto de quebra-cabeças. - Gosto de cumprimentar quem não me quer falar. - Gosto de morar no centro da cidade. - Gosto do silêncio e do som dos pássaros no meu quintal. - Gosto de ser politicamente correcto. - Gosto de estar numa esplanada e inventar conversas entre as outras pessoas à volta. - Gosto de sentir as pedras nos monumentos antigos. - Gosto de sms. - Gosto de ler. - Gosto de cerveja preta. - Gosto do riso dos bebés. - Gosto de tascas e de restaurantes de luxo. - Gosto de tomar o pequeno-almoço ao Sol na marquise. - Gosto de danças de salão. - Gosto de acordar com a pessoa que amo ao meu lado. - Gosto de desafios. - Gosto de pessoas um pouco loucas como eu. - Gosto de gelados. - Gosto de cavalos e felinos. - Gosto de morangos. - Gosto de tentar perceber o significado dos sonhos. - Gosto do cheiro a eucalipto. - Gosto de curvas. - Gosto de quadros grandes com paisagens ou animais. - Gosto de fazer massagens. - Gosto de casas bem decoradas. - Gosto de beijos envolventes, doces e de parar a respiração. - Gosto de velas e incenso. - Gosto do azul do céu e do seu reflexo no mar.


- Gostava de não me ter esquecido de coisas que gosto... ;)

 

Nuno Ferreira

Publicado por: Nuno_Ferreira às 23:47

Link do post | Comentar | Ver comentários (11) | Adicionar aos favoritos -> :)
|
Sábado, 5 de Julho de 2008

METADE...

Oswaldo Montenegro

Publicado por: Nuno_Ferreira às 21:39

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos -> :)
|
Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

Shayne Ward - No Promises

 

Hey baby when we are together
Doing things
That we love
Everytime you’re near
I feel like I’m in heaven
Feeling high
I don’t want to let go girl
I just need you to know girl

I don’t wanna run away baby
You’re the one I need tonight
No promises
Baby
Now I need to hold you tight
I just wanna die in your arms
Here tonight

Hey baby when we are together
Doin’ things
That we love
Everytime you’re near
I feel like I’m in heaven
Feelin’ high
I don’t want to let go girl
I just need you to know girl

I don’t wanna run away baby
You’re the one I need tonight
No promises
Baby
Now I need to hold you tight
I just wanna die in your arms

I don’t wanna run away
I want to stay forever
Through time and time
No promises
I don’t wanna run away
I don’t wanna be alone
No promises
Baby
Now I need to hold you tight
Now and forever my love
No promises

I don’t wanna run away
Baby
You’re the one I need tonight
No promises
Baby
Now I need to hold you tight
I just wanna to die in your arms here tonight

I don’t wanna run away
Baby
You’re the one I need tonight
No promises
Baby
Now I need to hold you tight
I just wanna to die in your arms here tonight
Publicado por: Nuno_Ferreira às 23:03

Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos -> :)
|

.Mais sobre mim:

.Pesquisar neste blog:

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes:

. Michael Buble - "Haven't ...

. 2ºs Jogos da Lusofonia - ...

. "Grande Homem..."

. O Valor das Pessoas...

. "A vida é uma corrida con...

. O Corpo Feminino...

. Sorrir ou não sorrir, eis...

. GOSTO DE...

. METADE...

. Shayne Ward - No Promises

.Arquivos:

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds