Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Reflexões e Pensamentos

Apenas para libertar sentimentos, ideias, reflexões e pensamentos...

Reflexões e Pensamentos

Apenas para libertar sentimentos, ideias, reflexões e pensamentos...

Homem Apaixonado

casalcroni.jpg


Não há nada pior no mundo que um Homem Apaixonado.


 


Parece que mudamos completamente e regredimos no tempo até ao momento em que acreditávamos em histórias de encantar com castelos nas nuvens, lutas pelo nosso Amor e princesas encantadas.


Uma coisa é certa, só dizemos parvoíces e parece que não sabemos articular duas palavras seguidas sem parecermos parvos ou ignorantes (há mulheres que pensam que esse é o estado normal de qualquer homem :p LOL)


A nossa sorte é que há mulheres, que no meio de tanta descoordenação e falta de jeito, palavras parvas e sem nexo, conseguem ainda assim ver o Homem espectacular que está na sua frente e conseguem achar piada à forma "infantil" como muitas vezes expressamos os nossos sentimentos.


Graças a Deus essas Mulheres com M grande ainda existem apesar de serem já poucas e se não fossem elas os Homens não se safavam neste mundo louco em que vivemos ;) LOL Por trás de um Grande Homem está sempre uma grande Mulher e é bem verdade!


 


Este Post é dedicado a todas as Mulheres que quando olham nos olhos de um Homem, falam com ele e aguentam as suas parvoíces, ainda sabem reconhecer aquele brilho especial e interior que só um Homem especial tem.


 


Muito obrigado!!!


Nuno

Escorpião...

escorpiao-imperial.jpg


 Monge e discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas.
O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio. Foi então a margem tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou.

Voltou o monge e juntou-se aos discípulos na estrada. Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.

"Mestre, deve estar doendo muito! Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda! Picou a mão que o salvara! Não merecia sua compaixão!"

O monge ouviu tranqüilamente os comentários e respondeu:

"Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha."

Esta parábola nos faz refletir a forma de melhor compreender e aceitar as pessoas com quem nos relacionamos. Não podemos e nem temos o direito de mudar o outro, mas podemos melhorar nossas próprias reações e atitudes, sabendo que cada um dá o que tem e o que pode. Devemos fazer a nossa parte com muito amor e respeito ao próximo. Cada qual conforme sua natureza, e não conforme a do outro.

Sentimento amigo..

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!

Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.

Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.

Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure.

E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo!

Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.

Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

"A gente não faz amigos, reconhece-os."

Vinicius de Moraes